Tradutor

sexta-feira, 28 de outubro de 2011

A Globo proveve

A Globo quer reviver os Tempos Idos dos Teleketes, agora mais violentos
                                                                                                       Por Gilson Silva

A Rede Globo deu um Nocaute no bom censo e fechou um acordo milionário com a (UFC), que é O Ultimate Fighting Championship, uma organização americana de artes marciais mistas de origem brasileira. Lutadores desse esporte praticam diferentes artes marciais, tais como jiu-jítsu, boxe, luta livre olímpica, boxe tailandês e caratê, entre outras. O Ultimate Fighting Championship é comandada pela Zuffa Entertainment e presidida pelo americano Dana White. O pessoal dessa entidade está rindo atoa com o fechamento desse pacote macabro de lutas com a Globo, com exclusividade de exibir essa pancadaria, sendo três lá na terra da violência e o estante das lutas realizada aqui no Brasil. Não bastasse a violência que está no Brasil se alastrando, com massacre em escola, em cinema... Essas lutas promoverão mais e mais a violência gratuita no país, pela uma rede de TV campeã de audiência isso é lamentável, a RedeTV perdeu feio a concorrência com a toda poderosa Globo que em 12 de novembro deste ano, na Califórnia vai dar o ponta pé inicial dessa transmissão com uma luta entre um Brasileiro e um gringo, um campeão peso-pesado. O brasileiro, um tal de Junior “Cigano” dos Santos, vai precisar de muitos santos ao seu lado pra vencer a tal luta globaliza e maquiada pelos seus produtores. Esse “Cigano” não precisa ficar lendo as mãos das crianças pra ver os seus destinos, não será difícil acertar o seu futuro, ao ver tanta brutalidade juntas na TV. Os fãs dessas lutas não verem a hora pra ficarem diante da TV assistindo tudo, repousando os seus poucos neurônios, depois da labuta de muitas horas de exploração capitalistas, gastando os seus escassos e preciosos tempos. O ringue está pronto, esperando os brutos-montes, a Globo quer retomar a audiência que dava os telekets, é! Essas lutas que fez sucesso na década 70, lembram de Ted Boy Marinho? Olha o sobrenome do garoto! Ele terminou a sua carreira lá, nos trabalhões. Quem tem seus quarenta e poucos anos sabem, pois não tinha tantos canais de TV assim e nem internet é claro, para assistir outras coisas. Os teleketes de outrora eram encenados, eram de mentirinha, agora se chama: luta-livre, livre pra bater de “cano de ferro”, e como batem esses caras! Vamos esperar pra ver o que vai dar tudo isso, eu navegando estou, navegando estarei bem longe das maledicências dos seus fãs globais, e vocês onde estarão?

 

sábado, 22 de outubro de 2011

Maumar Khadafi



Assassinaram Muamar Khadafi

Por Gilson Silva

Obama, Sarkozy e Cameron (EUA, a França e a Grã Bretanha), esse tripé da maldade caminharam juntos pra liquidar o homem que em 1969 derrubou a monarquia líbia, monarquia esta criada pelos ingleses, falo deste governante: Muamar Khadafi que governou a Líbia 42 anos fortemente, mas que nos últimos anos abriu a aguarda ao imperialismo, privatizando empresas e com isso esses mesmos hipócritas frigiram os seus dentes, cozinhando em banho-maria as iras por dentro e ele, Khadafi apenas ria na sua excentricidade, na sua tenta verdejante e agora tombou no esgoto das super-potencias que o assassinou impiedosamente, não ouviram a sua clemência tentado vida, mas esses “cristãos” o mataram sem pena. A Cia riscou mais um da sua lista, quem será o próximo? Eles agora brindam com cálix de cristal, com vinho mais puro da nata mãe natureza a morte de um governante que modernizou agricultura da Líbia, que fez cair de 90% pra quase 0% o analfabetismo, que deu moradia digna ao seu povo o fez rica, literalmente na região, mas é verdade, não abriu para a participação popular, não dividiu o poder com o povo e isso causou insatisfação natural, mas não merecia uma morte traiçoeira dessa. Agora fica a dúvida, quem vai herdar a riqueza da Líbia, com certeza não vai ser o seu povo, esse tripé da maldade vai caminhar em passos largos para pegá-la, ah se vai!


quinta-feira, 20 de outubro de 2011

Poema para Quinteto Violado


PARABÉNS QUINTETO VIOLADO
(Gilson Silva)

Quinteto Violado  faz
História de primeira
Pelos meios e beiras,
Com equilíbrio da voz
Que deixa todos nós
De queixo caído forte
No espinhaço do Norte
Para eles lá do Sul
Pra nós é Nordeste puro
Este bom Porto-Seguro
Que orgulha eu e tu.

Lembrar dessa turma boa
É pegar uma canoa forte
Com asas postas à sorte
E ir de encontro ao belo,
Ao chão que liga nosso elo
Ao som das gaivotas
Com o ego a cambalhotas,
Com orgulho e paixão.
Eles são a boa cultura
Com talento e formosura,
Eles sabem que é tradição. (completa)

Começaram bem sem nome
Esses cinco homens danados
Esses ditos os violados
Que Gil deu uma mãozinha
Pra se equilibrarem nas linhas
Dos seus destinos frondosos,
Eita homens talentosos
Que Pernambuco deu cria
Bem no mês da primavera
Para os filósofos da era
Filosofou poesia.

Toinho, ah! Que saudade,
Desta que parte a alma
Por ele batemos palma
Para nós guarda a vaga
Bem juntinho do Gonzaga,
Este nosso rei eterno
Que no céu faz um “inferno”
Com festança todo dia
Pro agrado de Patativa
Que lá está na ativa
Debulhado sua poesia.

Marcelo é outro cérebro
Desde conjunto supimpa
Ele é de fato ímpar,
Mesmo sendo um rebento
Desses cinco talentos,
Desse conjunto maioral
Que multiplicando legal
Daria um mundo de arte
Eita artista cantador!
Um campinense de valor
Tal e qual um bacamarte.

Que só tem um tiro
Mas é bem certeiro
É de aço por inteiro,
Nordestino é um filho
Com o dedo no gatilho
Pra defender a cultura.
Se ferir, ah! Ele fura
Com um punhá de Cancão
Afiadinho e tão luzente
Que faz estrondar a mente
Como um roncar de trovão.

Só falei pouco de dois
Dos oitos que nele passou        
São artistas de valor
Pelas beiras vou falando
De Dudu, Menescal e Sando
Nomes tão diferentes
Que ficaram tão presentes,
Para nós eternos meninos
Que admiram pra valer
Igualzinho eu, você,
Luciano e Sirino.

E assim eu bem termino
Os meus singelos versos
E a todos eu me disperso
Com emoção arretada
Pra saudar a moçada
Que tanto fez por nós
Com o talento da voz
E um canto libertário
E digo emocionado
Pra Quinteto Violado:
Feliz aniversário!

quarta-feira, 12 de outubro de 2011


Contra a verdadeira corrupção e suas causas

Imprimir PDF
imagemCrédito: PCB
(Nota Política do PCB)
As recentes manifestações de rua “contra a corrupção”, que vêm ocorrendo, principalmente, nas grandes cidades, têm recebido ampla divulgação da grande mídia e apoios de personalidades diversas. Os atos públicos, muito bem estruturados, com palanques e equipamento de som, vassouras (colocadas como símbolo da campanha, como fazia o ex-presidente e prefeito de São Paulo, Jânio Quadros) distribuídas generosamente não deixam dúvida quanto ao caráter não-espontâneo da movimentação.
Os “líderes” se mostram bem afinados em suas intervenções, fazendo, sem exceção, o discurso anti-corrupção com viés claramente moralista, fazendo lembrar o perfil da antiga UDN. Para eles, as causas da corrupção que assola o país são as pessoas sem “moral” ou princípios éticos, e os alvos são claros: os “políticos” em geral e alguns membros do governo. Nas manifestações não é permitida a presença de partidos – principalmente, é claro, das agremiações de esquerda.
Em nenhum momento, nos atos do movimento e nas declarações de suas lideranças, se fala nos grandes empresários, os corruptores beneficiados por licitações e favorecimentos fraudulentos – e agora, por conta da Copa de 2014 e das Olimpíadas de 2016, por obras contratadas sem licitação. São estes que, através do financiamento privado das campanhas, compram os mandatos de políticos, alguns até de origem popular, para os exercerem a serviço dos interesses dos capitalistas.
Se uma ação de um dirigente público ou parlamentar desperta suspeitas, o Ministério Público é imediatamente acionado (o que é correto) e o fato ganha, imediatamente, grande destaque na imprensa. Se um deputado “comprado” para votar pela aprovação de um projeto de lei que beneficia privilegiadamente uma empresa privada é denunciado, passa-se, nos meios de comunicação, a visão de que apenas ele é corrupto, como se a empresa que o “comprou” não existisse - o crime do corruptor é ignóbil tanto quanto o do corrompido.
Não se fala das ligações perenes entre o Estado e os interesses das empresas privadas, existentes nesse governo e nos anteriores, pois o Estado, no sistema capitalista, tem como função básica atender as necessidades dos empresários e patrões, lesando diretamente a grande maioria da população, a classe trabalhadora. Mesmo na hipótese de eliminação de todas as formas de corrupção formal, portanto, o Estado seguiria privilegiando os interesses da burguesia. Mas esta hipótese não existe, porque o capitalismo é intrinsicamente corrupto.
O “combate à corrupção”, na forma manipulada com que é alardeado e conduzido por este movimento, atende claramente a demandas da direita, dos setores mais retrógrados da sociedade brasileira, que, nos idos de 1964, marcharam em favor do golpe empresarial-militar e que, hoje, se articulam para restringir, o mais que puderem, o pouco espaço democrático de que dispomos, no Brasil, conquistado à custa de muita luta nas décadas passadas. O objetivo principal é afastar os trabalhadores e os setores populares dos partidos políticos e da própria política, para que o exercício desta seja privativo dos homens e mulheres de “bens”. A mídia burguesa buscará sempre a defesa da suposta “neutralidade” do Estado, ao mesmo tempo em que justifica, muitas vezes de forma descarada, a opção preferencial dos governos pela defesa dos interesses dos empresários e atribui a corrupção a “desvios de conduta” de indivíduos ou de grupos “incrustados” no aparelho estatal.
É claro que a corrupção tem que ser combatida: O PCB condena qualquer tipo de corrupção no executivo, legislativo, judiciário e no setor privado. Se não temos ilusão de que seja possível eliminar a corrupção sob o sistema capitalista, entendemos que, para mitigá-la, devemos lutar para que haja pressão organizada dos trabalhadores sobre o Estado, visando conquistar a mais ampla liberdade de organização partidária, de informação e expressão, o fim da impunidade para os crimes cometidos pelos donos do capital e do poder, a democratização do acesso à Justiça e o controle social sobre a mídia.
Partido Comunista Brasileiro
Comissão Política Nacional
outubro de 2011

quinta-feira, 6 de outubro de 2011




VEM AÍ A VIRADA MULTICULTURAL do Recife! Com a presença de: Mala sem Alça, Palhaço sem Calça, Madre Calypso, Cabaré Vaudeville - As Levianas (PE), A Terra dos Meninos Pelados, O homem que amava rapazes - Cia ETC (PE), Aulão para concursos, Léo Gospel, Karaoke, Putz Sem Loção, Orquestra Rockfônica (PE) , DJ Baloo, Patuá Sonoro, Escravo e Astúcia no polo hip hop e para fechar, com um cara todo armado de brega, o tal Conde, lá no Arsenal. Não poderia ser em outro lugar. Tudo isso está na programação do evento. O ex-hippie, jornalista e DJ, o secretário de Cultura do Recife, Renato L. um dos pais do manguebit não ver a hora pra prestigiar esse evento. haja multifaceta desse secretário!

Por Gilson Silva - Poeta e compositor
gilson2121@gmail.com

Recife e Olinda

Notícias do Rosas

> FOTOS DO MERCADO DA BOA VISTA 16/03/2014 <

 

APRSENTAÇÃO DO ROSAS NO AURORA DOS CARNAVAIS 2014

 

 

Degustas Frevos