Tradutor

sábado, 24 de agosto de 2013

O MERCADO EUFRÁSIO BARBOSA PEDE SOCORRO!



O MERCADO EUFRÁSIO BARBOSA PEDE SOCORRO!
Por Gilson Silva

O Mercado Eufrásio Barbosa que pelo menos cinco anos está interditado pela Defesa Civil agoniza e amarga o desprazer de ter apenas sete lojas funcionando de artesanato, uma agência bancária e um bar, é decadência total, outrora tinha 28 lojas e muita cultura circulando na velha fábrica de doce que décadas passadas era uma alfândega, hoje um mercado público decadente, administrado por um prefeito forasteiro, o pseudo-comunista do PCdoB, o tal Renildo Calheiros, irmão de Renan Calheiros que foi Presidente do Senado Federal de 2005 até 2007, quando renunciou ao cargo, após várias denúncias de corrupção contra si, Remi que foi Prefeito de Murici, entre 1999 e 2003, Olavo Calheiros que foi deputado no Congresso Revisor, entre 1991 e 1995 que teve ainda uma rápida passagem pelo PRN, no Governo Collor, entre 1990 e 1991, quando voltou ao PMDB, juntando-se a estes mais quatro irmãos. Uma turma “boa” dessa não poderia ser diferente a decadência administrado por um dos seus. Este mercado que acolheu tanta cultura ao longo da sua história e por tabela faz também decadente a nossa eterna e bela Olinda que sofre com o desgoverno desse pulha, rama dos Calheiros.

Agora ele tem praticamente em mãos R$ 11 milhões para transformar o mercado num centro de artes, com dois novos museus e salas de exposição, bem elitista e descaracterizando de novo o belo mercado Eufrásio Barbosa, segundo o seu péssimo projeto, mas o dinheiro só será liberado após uma consulta popular e a aprovação do Conselho de Preservação do Sítio Histórico, no entanto, moradores, liderados pela Sociedade Olindense de Defesa da Cidade Alta (Sodeca), reclamam que não participaram da elaboração do plano e afirmam que preferem o espaço com a função original: um mercado público que abasteça a cidade e atraia turistas e ela vai à luta contra esse projeto da prefeitura, engrossando as fileiras de insatisfeitos, músicos, cantores, artistas plásticos, produtores culturais e moradores diversos, inconformados com o tal descaso da prefeitura em relação ao mercado e a Olinda como um todo, nesse sentido, arregaçaram as margas e todos estão na luta em defesa de um mercado público aberto à cultura e ao povo. Nesta luta que é de todos, segue rumo a uma Olinda cada vez mais LINDA!

Recife e Olinda

Notícias do Rosas

> FOTOS DO MERCADO DA BOA VISTA 16/03/2014 <

 

APRSENTAÇÃO DO ROSAS NO AURORA DOS CARNAVAIS 2014

 

 

Degustas Frevos